Israel busca fortalecer relações com o Brasil no governo de Bolsonaro

Netanyahu conversou com BolsonaroGoverno israelense tenta ampliar mercado e aprofundar relações em várias partes do mundo; primeiro-ministro pode vir para a posse no Brasil

A eleição de Jair Bolsonaro para a presidência foi vista pelo governo israelense como um estímulo para aprimorar as relações bilaterais entre Israel e Brasil. E, segundo afirmou o cônsul de Israel em São Paulo e na região sul do Brasil, Dori Goren, a conversa entre Bolsonaro e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, logo após a vitória do brasileiro, caminhou no sentido de fortalecer o laço entre os dois países, incrementando ainda mais o comércio entre ambos.

— Temos uma expectativa muito positiva em relação ao próximo presidente, Jair Bolsonaro. Ele sempre deu demonstrações de que sua relação com Israel é muito boa, e a conversa que teve com o primeiro-ministro, da qual participou o embaixador israelense no Brasil, Yossi Shelley, só veio comprovar isso neste momento.

O governo israelense já está à espera da visita de Bolsonaro que, caso ocorra após a posse, será a segunda de um presidente brasileiro ao país. O primeiro foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março de 2010. Há, ainda, a expectativa de que Bolsonaro vá a Israel antes mesmo de assumir a presidência. *R7