Category Archives: Educação

Barra do Rocha: Gari supera dificuldades e se forma em Pedagogia

segunda-feira, novembro 12, 2018

A gari Rosângela Ferreira da Silva, mais conhecida como Rose, 35 anos de idade, acaba de concluir o curso de Pedagogia, quebrando tabu e se tornando a primeira gari com ensino superior do município. Servidora pública municipal, Rose se orgulha da sua profissão e sempre batalhou para conquistar seus objetivos, principalmente através dos estudos, algo que sempre priorizou, apesar das dificuldades enfrentadas ao longo da vida, onde enfrentou o desemprego e gravidez quando ainda era sustentada por sua mãe.

“Quando apareceu a oportunidade de cursar uma faculdade, eu agarrei com todas as forças. Estudei bastante e graças a Deus fui aprovada no vestibular de Pedagogia, área que já me identificava por ter trabalhado com ensino infantil,” destacou Rose, em entrevista ao BR News.

Agora em 2018, a gari comemora a conquista do ensino superior, 11 (onze) anos após ter concluído o Ensino Médio. A colação de grau aconteceu na última terça-feira (06/11), na sede da Faculdade Montenegro em Ibicaraí, no sul da Bahia, sendo que a solenidade festiva está prevista para dia 1º de dezembro.
A “gari pedagoga” já sabe qual o próximo passo rumo a sua realização pessoal e profissional. “Seguirei lutando para realizar o sonho de exercer a Pedagogia, e com a permissão de Deus farei especialização na área para prestar concurso e buscar espaço no mercado de trabalho. Toda minha persistência e dificuldade enfrentada valeu muito a pena, espero que minha trajetória sirva de exemplo para muitas pessoas que reclamam da vida ou não creem que nada é impossível para Deus, o segredo é ter força, fé e foco no seus objetivo,” declarou com lágrimas nos olhos.
Em tempo, Rose dedicou essa vitória a toda sua família, alicerce para todas as conquistas alcançadas, verdadeiramente um exemplo de vida a ser seguido por muitos.  *giroemipiau1

Mudança no ensino médio prevê ao menos duas formações para estudantes

Mudança no ensino médio prevê ao menos duas formações para estudantesFoto: Reprodução / UFMG

Os estudantes do ensino médio deverão ter a acesso a mais de um itinerário formativo na cidade em que estudam, de acordo com a revisão preliminar das Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio, divulgada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e disponível para análise e contribuições de toda a sociedade até o dia 23 de outubro.

Além dos itinerários, as redes terão que ofertar uma parte comum a todos os estudantes, que será definida pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em discussão no CNE. Segundo a Agência Brasil, as diretrizes vigentes estão sendo revistas pelo CNE para se adequarem ao Novo Ensino Médio, aprovado em 2017.

Pela nova lei, os estudantes poderão escolher ter formações específicas em linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico. Uma das preocupações levantadas durante a discussão da lei era a oferta das várias opções aos estudantes, sobretudo em municípios menores. *Bahia Noticias

Mega revisão gratuita do Enem acontecerá em Itabuna e região

Uma mega revisão para o Enem será realizada em Salvador, Itabuna, Jequié, Feira de Santana e Vitória da Conquista, entre 4 e 30 de outubro. Os eventos são gratuitos, e as inscrições já estão abertas através da internet. Na Mega Revisão Enem, os alunos poderão tirar suas dúvidas com professores que têm grande experiência na preparação para provas dos principais vestibulares do país. Os eventos começam a partir das 17 horas.
O diferencial do evento, que se tornou referência, é a abrangência dos conteúdos tratados. Os participantes recebem dicas de todas as disciplinas fundamentais: História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Química, Biologia, Física, Matemática, Língua Portuguesa e Redação. O primeiro evento da edição 2018 será realizado em Itabuna, no dia 4 de outubro. No dia seguinte, os estudantes de Jequié e região vão poder participar da mega aula.
Dia 10 de outubro, é a vez de Feira de Santana receber o evento. Já no dia 26 de outubro, será a vez dos alunos de Vitória da Conquista participarem da grande revisão. O último encontro será realizado dia 30 em Salvador. O formulário de inscrição, assim como o local das aulas e a lista dos professores participantes estão disponíveis no site do evento. *Verdinho

Por 9 votos a 2, Supremo não reconhece ensino domiciliar

Para maioria dos ministros, Constituição prevê apenas ensino público ou privado

Por 9 votos a 2, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram na madrugada desta quinta, 13, não reconhecer o ensino domiciliar de crianças, conhecido como homeschooling. Conforme o entendimento da maioria, a Constituição prevê apenas o modelo de ensino público ou privado, cuja matricula é obrigatória, e não há lei que autorize a medida.

O julgamento começou na semana passada, quando o relator do caso, ministro Luís Roberto Barroso, votou a favor do ensino domiciliar. Para ele, alguns pais preferem comandar a educação de seus filhos diante das políticas públicas ineficazes na área de educação, dos resultados na qualidade no sistema de avaliação básica, além de convicções religiosas.

Barroso também citou que o modelo de homeschooling está presente nos Estados Unidos, Finlândia e Bélgica, entre outros países. “Sou mais favorável à autonomia e emancipação das pessoas do que ao paternalismo e às intervenções do Estado, salvo onde eu considero essa intervenção indispensável”, argumentou. *Correio

MEC estuda novo modelo de Enem; projeto deve ser apresentado ainda este ano

O ministro da Educação, Rossieli Soares, afirmou nesta segunda-feira (6), que um novo modelo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderá ser apresentado ainda em 2018. De acordo com o ministro, o formato dependerá da aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio, que está em discussão no Conselho Nacional de Educação (CNE). Segundo Soares, as mudanças devem começar a ser aplicadas apenas após 2020. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estuda atualmente como será a nova avaliação. A mudança será feita a partir da BNCC, que define o conteúdo mínimo que deverá ser ensinado em todas as escolas do país. Uma possibilidade é que haja modelos diferentes de provas para avaliar os itinerários formativos estabelecidos no novo ensino médio. *Estadão

Ubatã: Após paralisação, aulas da rede municipal retornam nesta quarta-feira

Aulas retornam nesta quarta-feira em Ubatã (Foto: U.N)

As aulas da rede municipal de educação retornarão normalmente nesta quarta-feira (06) após a paralisação oriunda da greve dos caminhoneiros. A decisão foi tomada após reunião entre os Conselhos Municipais (Tutelar, Fundeb, Merenda Escolar, CME), APLB e Secretaria Municipal de Educação. Inicialmente, as aulas estavam previstas para retornar apenas no dia 11 de junho, mas como houve tempo hábil para regularizar o combustível que abastece o transporte escolar e os fornecedores também conseguiram atender a demanda da merenda escolar, as aulas retornam nesta quarta. Posteriormente, será comunicado o calendário de reposição dos dias letivos suspensos em decorrência da paralisação. *U.N

MEC pretende apoiar formação de professores para educação de surdos

Após o tema ser discutido na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou nesta segunda-feira (6) que o Ministério da Educação (MEC) tem procurado ampliar a acessibilidade e políticas de afirmação de surdos. De acordo com o ministro, a formação adequada de professores faz parte da proposta da Base Nacional Comum Curricular, “para que a gente possa ter uma política pública cada vez mais inclusiva, respeitando a condição específica dos surdos ou daqueles que têm deficiência auditiva no nosso país”. “Na ponta, quem tem a responsabilidade direta por essas políticas públicas são os estados e municípios. Cabe ao Ministério da Educação induzir e apoiar politicas nacionais de inclusão geral e específicas”, completou. *Bahia Notícias

Enem: Candidatos podem consultar locais de prova a partir desta sexta

Foto: Agência Brasil

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que será realizado em novembro deste ano já podem consultar o cartão de confirmação da inscrição na manhã desta sexta-feira (20), a partir das 10h – o cartão contém informações como local de prova. O acesso pode ser feito na Página do Participante (clique aqui), informando o CPF e a senha cadastrada no momento da inscrição, e no aplicativo do Enem para celular. Além do local de prova, o candidato pode verificar o número de inscrição; a data e o horário de aplicação das provas; a opção de língua estrangeira escolhida; e os atendimentos específicos, caso tenham sido solicitados. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame, recomenda que os estudantes levem o cartão de confirmação para fazer a prova, mas a apresentação deste documento não é obrigatória. Na edição 2017, as avaliações ocorrem em dois domingos: no próximo dia 5 (linguagens e códigos, redação e ciências humanas) e no dia 12 de novembro (ciências da natureza e matemática). O Enem será aplicado em 1.724 municípios, abrangendo 6.731.203 inscritos. *BN

Dicas de Redação para o ENEM com o professor Samy Santos

Samy Santos – Professor de Redação do Colégio Santo Agostinho

Escrever é Conhecer!
‘Ninguém escreve acerca do que desconhece’. Essa máxima é repetida à exaustão por professores nas aulas de produção de texto Brasil afora e repeti-la aqui parece apontar para ‘chover no molhado’. A questão, no entanto, é mais complexa e cabe uma análise mais profunda. É interessante lembrar que é muito comum ouvir de alunos e candidatos a expressão “eu sei fazer redação”, como se a atividade de produção de texto dissertativo-argumentativo estivesse resumida, por exemplo, à estrutura, sintaxe ou às regras gramaticais. Escrever, claro, necessita dessas habilidades, mas é algo muito mais complexo.
Para se produzir um bom texto é imprescindível, dentre outras questões, que o escritor tenha profundo conhecimento e domínio do assunto que irá abordar. Isso garantirá que a abordagem não seja rasa, superficial, sem a profundidade necessária e eivada de senso comum, bordões, clichês e falta de originalidade, pecados mortais da redação.
Como o ENEM costuma trabalhar na Redação como uma diversidade de eixos temáticos – violência, saúde, questões sociais, meio ambiente, comunicação, cultura, educação – é imperativo que o candidato esteja preparado para discorrer sobre esses temas. E tal habilidade só será alcançada por meio de muita leitura.
Desse modo, além de estar ‘antenado’ nos assuntos da atualidade que são abordados diariamente nos telejornais, é necessário que o candidato priorize a leitura de textos dissertativos argumentativos, sobretudo os Artigos de Opinião. Na internet é possível encontrar grandes articulistas, que ajudarão o candidato a ter uma visão mais ampla e consistente sobre os diversos temas.
Seguem links de indicação para auxiliar o candidato com as leituras e possibilitar, a ele, a escrita de um belo texto. *Giro em Ipiaú

Professora denuncia agressão de aluno de 15 anos: ‘Não tive possibilidade de defesa’

Professora foi agredida após chamar atenção de aluno (Foto: Divulgação)

Professora de uma escola de Indaial, região do Vale do Itajaí em Santa Catarina, Marcia Friggi divulgou nas redes sociais nesta segunda-feira (21) que foi agredida por um aluno de 15 anos por chamar atenção dele. “Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi: Coloque seu livro sobre a mesa, por favor”, relatou. O estudante teria respondido “Eu coloco o livro onde eu bem quiser”. Após reclamar que as coisas não funcionam dessa forma, a professora foi xingada e, por isso, pediu que ele se retirasse. No momento, o jovem teria se levantado para sair, quando jogou um livro na cabeça dela. A professora foi à diretoria informar o ocorrido e o estudante foi chamado para dar satisfação. “Ele retrucou que menti e eu tentei dizer: Como menti? A sala toda viu… Não deu tempo para mais nada. Ele, um menino forte de 15 anos começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede”, explicou no relato. Ela continuou “Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacerada porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros”. De acordo com o G1, a professora registrou Boletim de Ocorrência (B.O.).  “Fizemos o B.O. e demos a guia para ela ir à perícia fazer o exame de corpo de delito. Em seguida, estamos instaurando um auto de apuração de ato infracional contra o adolescente”, disse o delegado responsável pelo caso, José Klock. O adolescente não tem antecedentes criminais. “Nós próximos dias, quando vier o exame de corpo de delito, vamos ouvir as testemunhas oculares de dentro da sala de aula e na sala da direção. Bem como o adolescente. Ele vai ser intimado para prestar sua versão dos fatos”, afirmou o delegado. (Bahia Notícias)